Entrada com alimentos no Chile e a temida fiscalização na fronteira

malas aeroporto chile

Mesmo que a restrição para entrada de alimentos de origem vegetal e animal seja proibida em diversos países, o Chile é um dos que tem a fiscalização mais rígida. E muita gente acaba cheio de dúvidas na hora de entrar no país. Afinal, o que pode e o que não pode?



Quais alimentos são permitidos?

É permitido entrar no país com frutas, legumes e verduras, desde que estejam processados, congelados, cozidos ou em conserva. Especiarias, temperos e chás, secos, tostados ou moídos, assim como bebidas alcoólicas, também tem entrada liberada.

Outros produtos que se enquadram são carnes ou desidratada, embutidos industrializados, além de leites e queijos pasteurizados.

Vale a pena dar uma olhada na lista do governo chileno do que é permitido entrar no país.

Como ingressar com alimentos?

Os alimentos que se enquadram no padrão mencionado acima devem ser declarados antes de entrar no país. Você passará por uma fiscalização para confirmar que os produtos estão em condições para ingressar no Chile. É possível que o fiscal retire uma amostra de alguns produtos para analizá-lo.

Se você estiver levando produtos in natura, como uma maçã, deve comê-la, descartá-la em uma lixeira ou declará-la antes de entrar no País. Mas fique sabendo que dificilmente será permitida sua entrada com eles.

Deve-se, ainda, ter cuidado com alguns itens de artesanatos que levem flores, sementes, folhas ou outros itens de origem vegetal.

E se você pretende literalmente pegar a estrada, vale dar uma lida nesse post da Michale, do blog Mapa na Mão, que conta tudo que você precisa saber para viajar pelo Chile e a Argentina de carro!

De quanto é a multa?

Dependendo da quantidade e do produto que você está levando, a multa pode chegar a US$ 18 mil. E, geralmente, a fiscalização é cuidadosa, com cães farejadores, raio-x e revista por parte de um fiscal.

Os funcionários costumam ser compreensíveis com quem tenta entrar com uma ou duas frutas. Há também relatos de pessoas com quem foram encontrados alimentos proibidos. Elas tiveram a possibilidade de assinar um termo circunstanciado, se comprometendo a nunca mais esquecer de declarar qualquer produto sob risco de ser obrigado a pagar duas vezes o valor da multa.

A restrição

O governo chileno considera um crime grave a não declaração de alimentos ao entrar no País. O ingresso de produtos contaminados colocaria em risco os artigos produzidos no Chile e que são exportados.

Seguro-viagem não é obrigatório, mas é altamente aconselhável

Uma dúvida vem frequente entre quem vai pro Chile é quanto ao seguro-viagem. Ninguém vai lhe impedir de entrar no país se não tiver um – o único lugar da América do Sul em que o turista é obrigado a ter seguro viagem é o Equador. Entretanto, o Chile não possui Sistema Público de Saúde extensivo a estrangeiros – por mais que, em algumas cidades menores, conseguirá atendimento sem custos. Mas a regra é que clínicas com boa infraestrutura, médicos qualificados e exames custem bem caro.

Quando estive viajando pelos Andes na última vez, peguei uma infecção no dedo que me levou a gastar quase R$ 1 mil em tratamentos e remédios. Por causa de um dedo! Há seguros-viagem pela Seguros Promo que vão custar desde R$ 1,85, por dia, por pessoa! Nós ainda temos uma parceria com a Seguros Promo e basta você colocar o cupom APENOMUNDO5 para ganhar 5% de desconto! Clique aqui para saber mais.

O seguro-viagem ainda dá direito ao pagamento de indenização no caso de extravio ou roubo de bagagens e documentos. Se você quiser saber mais, leia nosso artigo sobre seguro-viagem.

Henrique Lammel

Jornalista e produtor de conteúdo

47 comentários em “Entrada com alimentos no Chile e a temida fiscalização na fronteira

  • junho 23, 2019 em 6:13 pm
    Permalink

    Olá, Henrique.

    Em sua postagem, você menciona que o Chile considera “crime grave” a não declaração de alimentos (produtos vegetais e outros). Sabe dizer se, de fato, tal conduta configura crime (com possibilidade de prisão, por exemplo) ou se trata de infração administrativa, com a aplicação de multa, exclusivamente.

    Pergunto isso pois, assim como ocorrido com o Artur Santos, tenho um amigo que foi notificado na aduana por ingressar no país portanto produtos vegetais, sem ter declarado, e foi notificado pelos fiscais (e posteriormente absolvido, sem a aplicação de multa), sem qualquer comunicação/interferência da polícia local, nada tendo sido mencionado sobre a conduta também configuraria crime. Sabe esclarecer?

    Muito obrigado.

    Resposta
    • junho 24, 2019 em 4:34 pm
      Permalink

      E ai Eduardo! Detenção não está prevista, mas uma multa que pode chegar a US$ 18 mil dólares e o impedimento de ingressar no país novamente.

      Normalmente, na primeira vez que acontece da pessoa ser pega, fazem o turista assinar um termo, em que ele diz estar consciente da infração que cometeu, dobrando o valor da multa em caso de reincidência.

      Resposta
  • junho 22, 2019 em 11:27 pm
    Permalink

    Estou pensando em levar uns refrigerantes pequenos e umas bolacha, salgadinhos para comer no apartamento quanto chegar, devido ao o horário.será que é barrado?

    Resposta
    • junho 24, 2019 em 4:35 pm
      Permalink

      Se estiverem em pacotes fechados e foram dessas bolachas e salgadinhos industrializadas – não caseiras/artesanais – entra sem problemas!

      Resposta
  • junho 19, 2019 em 6:31 pm
    Permalink

    olá… você saberia me dizer em relação de objetos? por exemplo, estou començando uma cicloviagem pela América do sul e pretendo ir ao chile… sou praticante de técnicas de sobrevivência, bushcraft e pretendo levar alguns equipamentos para isso, um machado pequeno para corte de galhos etc, alicate multifunção, algum tipo de faca de sobrevivência, um estilingue para caça (SE NECESSÁRIO!!!) etc… gostaria de saber se há uma lista que impeça esses equipamentos, pois não vejo como armas e sim utensilios para uso de camping… desde já agradeço a atenção… se possível me envie um email se não for muito trabalhoso! obrigado e um abraço!!

    Resposta
    • junho 24, 2019 em 4:43 pm
      Permalink

      Alicate, faca de sobrevivência é bem tranquilo. A machadinha, se não for muito grande, também. O estilingue não sei te dizer. Poderia ter algum problema se levasse um facão desses bem grandes, tipo de de cortar cana.

      O que posso te garantir é que a fiscalização na alfândega é bem branda com quem está viajando de carona/bicicleta. Eu viajei muito tempo pedindo carona pelo Chile e nunca revistaram minha mala nessas situações. Agora, as fronteiras em que entrei no Chile de ônibus, minha mala passou do cão farejador até o raio-x.

      Resposta
  • junho 8, 2019 em 8:29 pm
    Permalink

    Boa noite ,estou indo do brasil para o chile ,e levo comigo ,2 feculas de tapuoca ,dois cuzcuz ,dois saquinhos de farofa e 3 latas de 51 sera que tem algum ptoblema ?

    Resposta
  • maio 20, 2019 em 12:59 am
    Permalink

    Fiquei na duvida quanto a farinhas. Posso levar farinha de mandioca ou biju (farinha de mandioca flocada) comprada em supermercado? A embalagem em geral é plastica ou papel

    Resposta
    • maio 20, 2019 em 5:03 pm
      Permalink

      Ish Mara, algo tão específico assim é difícil de dizer, muitas vezes nem o pessoal da alfândega sabe e fazem testes na hora mesmo para veririfcar se o produto pode apresentar risco. Em geral, se estiver em uma embalagem lacrada e o produto for industrializado, não terás problema 😉

      Resposta
    • junho 7, 2019 em 11:39 am
      Permalink

      Pode sim, eu sempre levo. Até agora, já vi barrarem feijão e milho de pipoca.

      Resposta
    • junho 7, 2019 em 11:41 am
      Permalink

      Pode sim, eu sempre levo.

      Resposta
  • abril 25, 2019 em 9:35 pm
    Permalink

    Preciso declarar só o que vai na mala de mão, ou na despachada também?
    E declaro no formulario que eles dão no avião?

    Resposta
  • abril 25, 2019 em 9:18 pm
    Permalink

    Preciso declarar só o que vai na mala de não, ou na despachada também?
    E declaro no formulario que eles dão no avião?

    Resposta
    • abril 25, 2019 em 9:23 pm
      Permalink

      Precisa declarar tudo que está com você, incluindo as despachadas.

      O formulário dão no avião, antes do pouso, mas você vai encontrar diversos formulários na alfândega, com papel, caneta…

      Resposta
  • abril 20, 2019 em 3:35 pm
    Permalink

    Olá! Vou com meu filho bebê e gostaria de levar comida congelada para ele. É feita por uma empresa especialista e vem na embalagem plástica. Será que é permitido? E se eu fizer a comida e congelar em ziplock? Muito obrigada pela ajuda!

    Resposta
    • abril 20, 2019 em 4:51 pm
      Permalink

      Aí não sei te dizer, Marcelle. Em alguns casos, eles recolhem uma amostra do produto e analisam.

      Resposta
  • março 26, 2019 em 1:04 pm
    Permalink

    Vou de mendoza para o Chile de ônibus da Cata. Gostaria de saber se doce de leite e alfajor pode entrar na fronteira. E se você sabe a quantidade. Procurei e não consigo encontrar respostas. Agradeço.

    Resposta
    • março 26, 2019 em 2:43 pm
      Permalink

      Tamires, tudo que for industrializado e em embalagem fechada, pode entrar…

      Quantidade, não sei te dizer :/ Mas

      Resposta
  • março 22, 2019 em 9:48 pm
    Permalink

    Vou de onibus de Buenos Aires para Santiago no começo de abril. Para entrar com doce de leite e cerveja é preciso declarar?

    Resposta
    • março 23, 2019 em 1:37 am
      Permalink

      Sim, é preciso declarar 😉 Mas fica tranquila que é permitido (a não ser que a embalagem do doce de leite esteja aberta, aí vão confiscar)

      Resposta
  • fevereiro 14, 2019 em 7:45 am
    Permalink

    Vou para o chile em agosto mas vou fazer escala em Buenos Aires,Arg , e gostaria de saber se posso entrar no pais com um saco de café e doce de leite argentino.

    Resposta
  • fevereiro 12, 2019 em 4:05 pm
    Permalink

    Mel e vinhos vindo da argentina são proibidos?

    Resposta
    • fevereiro 14, 2019 em 9:17 am
      Permalink

      Mel você pode ter problemas, o vinho passa tranquilo…

      Quanto ao mel, precisa estar na embalagem original, lacrado e tiver passado por algum processo industrial…aí tem chances de entrar, ehehehe

      Resposta
  • dezembro 13, 2018 em 2:43 pm
    Permalink

    Quanto conteudo de qualidade encontrei aqui no site. Agradeço por compartilhar. Sucesso. abraço

    Resposta
  • dezembro 8, 2018 em 1:55 pm
    Permalink

    Bom dia!
    Em caso de conexão somente no Chile, nem pegaria as malas em Santiago mas só em São Paulo, mesmo assim seria necessário declarar o porte de alimentos??
    Grato!

    Resposta
    • dezembro 10, 2018 em 10:14 pm
      Permalink

      Só vai precisar declarar se precisar pegar as malas e despachar de novo para o Brasil.

      Resposta
  • novembro 26, 2018 em 8:40 pm
    Permalink

    Ola! Vou estar vindo da Argentina para o Chile vc sabe se e permitido entrar com Alfajor embalado em embalagem original e vinhos devidamente lacrados?

    Resposta
    • novembro 27, 2018 em 11:08 am
      Permalink

      Fechados, lacrados e na embalagem original, naõ tem problema! Mas não esqueça que você precisa declarar que está entrando com os produtos

      Resposta
  • novembro 22, 2018 em 11:29 am
    Permalink

    Como e por onde é feito essa declaração?

    Resposta
    • novembro 22, 2018 em 12:04 pm
      Permalink

      Olá Luiza. A declaração costuma ser entregue pela empresa de ônibus ou companhia aérea antes do desembarque no aeroporto/postos de fronteira. Ela também está disponível nos postos alfandegários. Você preenche com uma caneta e entrega ao funcionário do país.

      Resposta
  • novembro 21, 2018 em 9:10 am
    Permalink

    Você sabe informar a respeito de peixe enlatado? Não encontrei a informação e queria levar atum enlatado para o chile. Obrigada.

    Resposta
    • novembro 21, 2018 em 2:57 pm
      Permalink

      Teoricamente, enlatados são permitidos, pois já passaram pelo processo de industrialização!

      Resposta
  • novembro 5, 2018 em 9:31 am
    Permalink

    Olá . estou indo para santiago semana que vem a minha esposa quer levar castanha, amêndoas e outras especiarias …todas embaladas em sacos,pode-se levar estes alimentos?

    Resposta
    • novembro 5, 2018 em 10:04 am
      Permalink

      Cassio, se for embalado e feito industrialmente, não deves ter problema. Agora, se for algo mais artesanal, podes ter.

      Resposta
    • março 8, 2019 em 12:23 am
      Permalink

      Boa noite. Vou atravessar a fronteira Chile/Mendoza de carro alugado. Sabe me dizer por favor, Quantas garrafas de vinho Argentino posso entrar via terrestre no Chile ? Obrigado

      Resposta
      • março 8, 2019 em 12:50 am
        Permalink

        Não sei te dizer, Paulo. Mas tenha em mente que é permitido sair do país com até 16 garrafas de vinhos, pra entrar deve ser algo do tipo.

        Resposta
  • novembro 3, 2018 em 11:33 pm
    Permalink

    como vou viaja de motor home gostaria de saber o que posso levar de comida, se pode levar arroz, massa,açucar, cafe ,achocolatados,e outros mais.

    Resposta
    • novembro 4, 2018 em 4:41 pm
      Permalink

      A maior parte dos produtos industrializados, que estão empacotados e fechados, com rótulo, tem entrada permitida. O que complicam são os alimentos frescos, como verduras, frutas, ou o saco de arroz ou massa aberto…Podes entrar no país com carne, por exemplo, desde que seja essas embaladas a vácuo…

      E se forem levar qualquer alimento, não esqueçam de declarar, vai poupar um monte de preocupação!

      Resposta
  • outubro 25, 2018 em 3:06 pm
    Permalink

    Estou indo para o Chile e gostaria de levar a comida do meu filho de 10 meses congelada. É possível? Seria comida para 1 semana

    Resposta
    • outubro 25, 2018 em 3:15 pm
      Permalink

      Se estiver embalada, for industrializada, tiver rótulo, até pode ser que consiga entrar. Se for algo mais caseiro, não vão permitir.

      E não esqueça que você precisa declará-los.

      Resposta
  • outubro 24, 2018 em 5:43 pm
    Permalink

    Por ser diabético e usuário de insulina, sempre tenho que levar comigo algum alimento, e sem saber desta rígida proibição, acabei levando em minha bolsa de mão DUAS MAÇÃS, foi o suficiente para ser barrado na entrada e realmente foi feito um termo circunstanciado (não cobraram multa) mas o incômodo foi grande. Após ter explicado o motivo de estar levando as maçãs na bagagem de mão por ser diabético, fui liberado, mas foram muito rígidos na explicação.

    Resposta
  • agosto 22, 2018 em 8:40 pm
    Permalink

    Boa noite
    Estou indo para o Chile e gostaria de leva amido de milho é preciso declarar se for como faço essa declaração .
    Grata

    Resposta
    • outubro 9, 2018 em 11:36 am
      Permalink

      Quando estiver entrando no país, seja de ônibus ou avião, o funcionário da empresa que está lhe transportando lhe entregará um cartão, no qual você terá que declarar esses produtos. Depois, vai ser questionada sobre ao passar pela alfândega.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.