Barranquilla (COL): a cidade das parrillas

Igreja de São Lucas Valentino

Se Barranquilla está no seu roteiro, prepare-se: todas as pessoas vão questionar o que você vai fazer ou está fazendo na cidade. Isso porque não é um local turístico e sim uma cidade “de negócios”, a maior da costa colombiana. Mesmo assim, recebe alguns turistas por estar a meio caminho entre Cartagena e Santa Marta. Outro fator que leva muita gente à cidade é que alguns vôos chegam e partem mais baratos a partir de Barranquilla.

No mais, ir à cidade é uma oportunidade de conversar com os colombianos locais e compreender um pouco melhor como vivem. No bairro em que fiquei, as pessoas com mais idade chegavam a me cumprimentar na rua e parar para conversar.

Outra coisa que me chamou a atenção foi a quantidade de pessoas com as camisas listradas de vermelho e branco do “Junior Barranquilla”, o clube local que iria jogar no domingo em que fiquei na cidade.



Onde ficar

Passei dois dias agradáveis no The Meeting Point Hostel. É um hostel que fica muito próximo da faculdade Simon Bolívar, perto de vários bares frequentados por locais. A ruta do transporte Marsol passa há cerca de oito quadras do local.

O que fazer

Pela experiência da minha breve estadia, entendo como “indispensável” que se coma uma parrilla em Barranquilla. São tão boas como as tradiconais parrillas uruguaias. Aproveite para pedir uma cerveja à temperatura ambiente, servida ao modo local, em um copo tulipa muito grande, com gelo.

Para amenizar o calor da cidade, muitos locais costumam ir a praia de Puerto Colombia, que fica a trinta minutos da cidade e cujo acesso pode ser feito com um ônibus que cobra COP 2.000.

Barranquilla também é muito conhecida pelo seu carnaval, na época de fevereiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.