San Gil (COL): dos esportes radicais às cidades colonais preservadas

pescaderito-curiti

San Gil pode ser considerada uma cidade de contrastes: a capital colombiana dos esportes radicais também é um ponto estratégico para quem quer visitar e conhecer diversos pueblitos coloniais, como Barichara e Guane. São pequenas cidades que praticamente pararam no tempo, com seu povo cordial, casas de barro pintadas de cal branca, além de igrejas e ruas de pedra.

Localizada a 300 quilômetros de Bogotá, está a pouco mais de 1000 metros do nível do mar. À tarde, a temperatura supera os 30º, baixando para 20º à noite. A oferta de atividades radicais é grande, sendo as mais famosas o rafting no rio Suarez e o vôo de parapente pelo cânion del Chicamocha.

As cidades próximas de San Gil

Barichara

igrela-barichara

É a mais turística das cidades e fica há 30 minutos de San Gil. Possui toda estrutura com hostels, restaurantes e vários lugares para conhecer. Há quatro igrejas na cidade, sendo que na menor há uma estátua de San Martinho de Porres ( o santo negro que carrega uma vassoura). Vale ainda conhecer o mirador da cidade, muito próximo do início do Camiño Real para Guane e uma praça toda feita com esculturas de pedra.

Custo da passagem de San Gil: COP 3.200

Guane

guaine

O pequeno pueblito leva o nome dos índígenas que povoavam o local há mais de 500 anos e foram exterminados em menos de 50 anos de colonização espanhola. Vale a pena tomar uma chicha de maiz (milho) ou um masato de arroz, bebidas alcoolicas fermentadas que eram feitas pelos índios. É possível chegar a partir de Barichara pelo Camiño Real, que leva cerca de uma hora ou de ônibus.

Custo da passagem de San Gil: 6.500

Curiti

piscinas-curiti

É onde fica pescaderito, um rio com inúmeras cascata (foto de capa da matéria) e que forma dezenas de piscinas naturais. Para chegar a elas, é preciso caminhar pela encosta de um morro. Quanto mais se afasta da entrada do balneário, mais quedas da água se vêem e mais os desfiladeiros vão se fechando. Pescaderito fica há quarenta minutos, à pé, da cidade e sempre há a opção de pegar um taxi, que não deve cobrar mais do que COP 5.000.

Custo da passagem de San Gil: COP 6.600

Guadalupe

trilha-guadalupe

O pueblito fica mais longe de San Gil e é necessário pegar dois ônibus. O melhor é passar uma noite na cidade, que possui habitações a partir de COP 20.000. O primeiro bus que se deve pegar é para Oiva (COP 10.000). Depois, embarca-se em uma caminhonete até Guadalupe (COP 5.000). A brincadeira toda leva cerca de três horas e tente ir cedo: nos finais de semana a cidade fica lotada de turistas, principalmente colombianos.

Existem muitas montanhas para subir em Guadalupe, além de balneários e cavernas. O ponto mais conhecido é Las Gauchas, um rio de pedra com diversas crateras que formam banheiras. Em um dia de sol, a água é quente e agradável e se leva cerca de quarenta minutos, caminhando, para chegar até o local.

A cidade também é muito agradável com uma das praças mais bonitas da Colômbia, ornada com grandes palmeiras. Fique atento ao sentar nos bancos: diversas placas avisam para se ter cuidado com as folhas das árvores.

igreja-guadalupe
Plaza principal de Guadalupe

O trekking pelo cânion del Chicamocha

chicamocha22

Tradicionalmente, o trekking começa em Barichara e leva dois dias até Los Santos. Porém, é possível fazê-lo em um dia, partindo de Vilanueva, passando por Jórdan. Vale muito a pena conhecer a cidade, se parece muito com um daqueles pequenos vilarejos que vemos nos filmes de faroestes– e parando em Los Santos, a cidade que treme todos os dias (em alusão aos terremotos quase diários). Saiba mais clicando aqui

O que fazer em San Gil

Os miradores

san-gil-colombia
Vista do Mirador da Cruz

San Gil fica entre montanhas e existem pelo menos três miradores para observar a cidade. Uma gruta do lado mais povoado do rio, uma cruz muito perto do Centro Comercial e outra gruta, passando o centro comercial e a cruz, próximo ao estádio de futebol. Esta última, por questões de segurança, só visite pela manhã e início da tarde. Mesmo sendo uma cidade tranquila, é um local um pouco mais afastado.

Praça Central

san-gil-praça
Praça principal de San Gil

É o ponto de encontro de todas as pessoas da cidade. Muito tranquilo, vale passar um tempo tomando uma cerveja ou um café e conhecer a igreja. Próximo, está o Mercado Público de San Gil, onde se encontra frutas e diversas verduras por preços muito, mas muito baixos mesmo, e a estação de transporte por onde partem os ônibus para os pequenos pueblitos do departamento (a estação de transportes por onde vem os ônibus de Bogotá e Tunja, por exemplo, fica mais afastada).

Parque del Galineal

É um parque muito pequeno, porém muito bonito em San Gil. Vários rios correm por dentro de seu território e é possível ver animais como esquilos. A entrada custa COP 6.000 para não residentes em San Gil.

galineal
Parque Galineal

Onde ficar

O melhor é encontrar uma habitação no lado do rio onde está a praça central. Fiquei no Hostal Le Pappilon. É possível acampar no quintal se estiver com barraca ao preço de COP 12.000 por dia.

A cama no quarto compartido sai por COP 20.000. O hostal é muito, mas muito amigável, tem filtro para água (facilita muito não precisar comprar água todos os dias) e todas as manhãs acordava com café quente, uma cortesia dos donos. A única coisa ruim é que não se podia utilizar a cozinha das 11h às 14h. Outra boa opção é o hostal V.I.P., que fica na praça central e custa COP 30.000 a cama.

jordan
Igreja de Jórdan

Onde comer barato

Em questão de comida, San Gil é uma cidade um pouco mais cara. Há menus a partir de COP 6.000 na Carrera 11, que é a rua que costeia o rio Fonce. Na Carrera 10, a partir da Calle 9, baixando para as ruas de número menores, também há outros restaurantes onde pode-se comer barato. A calle 9 é outra opção: menús a partir de 7.800 COP e frangos a broaster e assados a partir de COP 9.000.

Temperatura e o que levar

San Gil é uma cidade que apresenta um clima árido, porém agradável, principalmente à noite. Chove muito pouco na cidade e nos seus arredores a exceção do verão – de junho a agosto – quando rápidas tempestades costumam se formar, principalmente entre o começo e o fim da tarde. Ao meio-dia, faz muito calor e a noite, uma média de 20º.

Quem vai para San Gil deve levar roupas leves para o dia, porém não deve se esquecer que a noite faz um pouco de frio. Um casaco, uma calça, uma camisa de mangas longas já dão conta do recado.

Custos

Almoço: Entre COP 7.000 e COP 9.000
Água: COP 1.500 a garrafa de um litro
Taxi da rodoviária a praça central: COP 4.000
Downhill pelas montanhas: Cerca de COP 200.000
Voo de Parapente: COP 120.000
Rafting pelo Rio Suarez: COP 140.000

Como chegar

De Bogotá, existem ônibus diretos até San Gil por COP 35.000, uma viagem que dura cerca de sete horas. De Medellin, é preciso ir primeiro a Bucaramanga, por COP 60.000, para depois seguir a San Gil (COP 15.000).

Há ônibus diretos de Cartagena ou Santa Marta, com horários muito reduzidos. O mais fácil é ir até Bucaramanga, para depois seguir até San Gil. Ainda existe a opção de ir até San Gil a partir de Tunja (COP 22.000), caso você estiver em alguma cidade do Departamento de Boyacá, como Villa de Leyva.

Se você vai viajar para a Colômbia, saiba mais sobre:

Como economizar viajando pelo País;
– O trekking pelo cânion del Chicamocha;
– O que fazer em Villa de Leyva;

igreja-barichara
Igreja de Guáne

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.