Isla del Sol: um dos lugares mágicos da Bolívia no lago Titicaca

cidade de yumani

A Isla del Sol está localizada no Lago Titicaca, a duas horas e meia de barco, desde a cidade de Copacabana. Caminhar pela ilha não é garantia de se encantar somente com a tranquilidade e a beleza do lago mais alto do mundo: significa viajar por séculos na história e ter contato com os primeiros lugares considerados sagrados pelas civilizações andinas.

Hoje, o território da Isla del Sol é dividido por três comunidades: Challapampa (no norte), Challa (centro) ou Yumani (no sul). Vale lembrar que há pouca estrutura: energia elétrica, pode haver por algumas horas, em Yumani. Há alguns restaurantes e hoteis, porém é um costume dormir e comer na casa de locais.

O início da civilização Inca

Mesmo antes dos Incas, o Titicaca era considerados sagrados pelos povos pré-colombianos. As lendas incas, por sinal, dizem que a civilização surgiu na ilha. Inti, o deus Sol, ficou decepcionado ao olhar para a terra e ver que os homens viviam de forma selvagem, sem organização. Assim, deu vida a Manco Capac e Mama Ocllo, os dois primeiros incas, cuja responsabilidade foi ensinar aos homens os princípios da agricultura, artesanato e da religião.

 

No vídeo, a cidade de Challapampa, no norte da Isla del Sol.

Lenda ou não, parte da história da origem da civilização está contada na Roca Sagrada, no Templo del Sol e vários outros sítios preservados ao longo Do Willka Thaki, a estrada construída pelos incas que une o norte ao sul da ilha.

Como chegar na Isla del Sol

isla del sol titicaca o que fazer

O barco para a ilha sai duas vezes ao dia do porto de Copacabana, às 8h e às 13h. Não é necessário contratar empresa de turismo, basta chegar no porto e comprar um bilhete em uma das duas empresas constituídas por cooperativas de moradores. O trecho custa BOL 25 (R$ 12,50) até a cidade do norte e BOL 15 (R$ 7,50) até a do sul.

A primeira parada é sempre Challapampa, levando de duas e meia a três horas a viagem. O mais comum é que se desça na cidade do norte, percorra-se o Willka Thaki até Yumani e, pela tarde, se toma o barco para voltar a Copacabana.

Conflito na Isla del Sol

O norte e centro da ilha (Challapampa e Challa) podem estar fechados em razão de conflitos entre os moradores das duas cidades, deflagrados em 2017. Informe-se sobre ao chegar em Copacabana. As informações que se tem é que, após quase um ano de um conflito sem solução, os locais reformularam o passeio. Agora, é feita uma parada na Isla de la Luna antes do porto da cidade ao sul e Challapampa segue fechada para visitação.

O que ver

O Willka Thaki

A estrada cruza a Isla del Sol de norte ao sul e passa pelos principais sítios sagrados da ilha, como o Templo del Sol e uma mesa de sacrifícios. Ao descer em Challapampa, os turistas serão recebidos por um morador que oferecerá os serviços de guia e os convidará a conhecer o museu da cidade.

Para entrar no Willka Thaki e cruzar cada um dos três setores, é necessário pagar três pedágios, para cada uma das comunidades da ilha. Eles custam de BOL 10 a BOL 15 o trecho.

São pouco mais de 10km, que você terá cinco horas para percorrer. Não é uma caminhada muito exigente, com aclives ou declives acentuados. A dificuldade fica por conta do cansaço provocado pelo mal de altitude. Por isso, caminhe sem pressa.

A Roca Sagrada e o Templo del Sol são alcançados após cerca de uma hora de caminhada. De lá, entra-se no território de Chala. São mais uma hora até entrar em Yumani e começar a descer para o porto.

As cidades da Isla del Sol

yumani isla del sol

A cidade mais comercial e com mais estrutura é Yumani. São diversos restaurantes e hostelarias a preços justos. O destino favorito para quem procura mais tranquilidade acaba sendo Challapampa (lembre-se, porém, que está parte da ilha pode estar fechada).

Geralmente, se busca hospedagem na casa de um morador local, podendo-se obter uma boa barganha. Porém, há pousadas organizadas e hosteis na Isla del Sol (clique aqui e confira as ofertas no Booking.com) que são caros!

Mesmo em Challa, há três ou quatro hospedagens, a maioria próxima às margens do caminho inca.

como chegar isla del sol

Dinheiro e infraestrutura

A Isla del Sol não possui muitos estabelecimentos que aceitam cartão, muito menos bancos ou caixa eletrônicos. Então, vá preparado. E tente já ir com seu dinheiro trocado, não leve nem mesmo dolar. Dê preferência por utilizar pesos bolivianos.

Henrique Lammel

Jornalista e produtor de conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.