Salar de Uyuni espelhado: porque esta não é a melhor época para ir

salar de uyuni espelhado agua da chuva

Sabe aquela foto de alguém caminhando em um espelho que reflete o céu? Se viu, certamente estamos falando do mesmo lugar: o Salar de Uyuni. Esse efeito é causado pelas chuvas e acontece todos os anos. Mas diferente do que parece, se deparar com o deserto alagado pode não ser sinal de boa sorte.

Nos meses de dezembro a fevereiro, o altiplano da Bolívia, Peru, Chile e Argentina sofre com as consequencias do chamado inverno boliviano. Se durante todo o ano o clima na região é seco, no verão, principalmente em janeiro, as chuvas são abundantes, causadas pelo calor e a umidade vindos da floresta amazônica.




Com o Salar de Uyuni não poderia ser diferente. Quando chove muito, o terreno acaba não dando conta de absorver tanta água e o deserto de sal mais alto do mundo se torna um imenso lago. Nas condições de vento e de luz certas, ele se torna um gigantesco espelho!

Mas com azar, se chover demais e acumular muitos centímetros de água, nem mesmo os jipes 4 x 4 conseguem trafegar por aqui e as travessias por dentro do salar são canceladas.

Salar de Uyuni em janeiro

Acabei indo visitar Uyuni em janeiro, por um acaso do destino, e quase fiquei sem conhecer o salar. Poucos dias antes de chegar, choveu tanto que nenhum veículo estava conseguindo atravessar o deserto de sal. Até mesmo o Rali Dacár, que passaria por lá, acabou tendo que ser cancelado. Em 2018, o panorama se repetiu: muitas chuvas no começo de janeiro e evento suspenso.

Na última década, pelo menos uma forte tormenta atingiu a região por ano. Geralmente em janeiro, quando a probabilidade de chuva por dia atinge os 40% e a precipitação média passa os 50mm. Por isso, esteja consciente dos riscos.

Segundo o site Watherspark, a quantidade e probabilidade de precipitações já diminui quase pela metade nos meses de dezembro e fevereiro (21% de chances de pancada d’água e média anual de 38mm) em comparação com janeiro. Entre maio e setembro, praticamente não chove na região!

As tempestades, quando atingem o salar, costumam causar muitos estragos no Atacama e nas cercanias de Salta e Jujui, na Argentina. Nessas condições, muitos passeios são cancelados e a fronteira entre os países, se atingida com força pelas tormentas, acaba sendo fechada.

Experiência pessoal

Na minha passagem por Uyuni, acabei dando sorte. Os tours voltaram a fazer a travessia no dia seguinte em que cheguei à cidade. Porém, acabei não conhecendo a Isla Uncahuani, onde estão aqueles cactus gigantescos, pois a camada de água próximo ao local impedia qualquer aproximação.

Caso o deserto estiver intransitável, os tours entram somente até o local onde estão as bandeiras e o monumento ao Rali Dakár. Depois, dão meia-volta até Uyuni e tomam uma outra rota em direção ao Atacama.

Está gostando das dicas? Vai conhecer Machu Picchu?

Então lhe convidamos para conhecer o Guia do Mochileiro Aventureiro – Machu Picchu e Cusco. Ele reúne todas as informações que você precisa para fazer uma viagem única, do seu jeito, por Machu Picchu, Cusco e o Vale Sagrado do Incas com duração de 3 dias a 2 semanas! Clique aqui e saiba mais.

Vale a pena ir a Uyuni no verão?

Por mais que a possibilidade de chuvas é maior nessa estação, o tempo é imprevisível e ninguém o controla, ainda mais nos dias atuais. Visitei o salar em janeiro, no pior mês, e consegui fazer o passeio. Entretanto, é bom estar ciente que nessa época, um imprevisto é mais provável. O melhor seria ter dois ou três dias reservados para qualquer problema em seu roteiro, garantindo que você vá conhecer o deserto de sal.

Claro que a temporada de chuvas também tem algumas vantagens, pois traz menos turistas para a cidade. Você vai encontrar menos gente nos tours, hosteis e restaurantes vão estar mais baratos e aumenta sua possibilidade de negociar um preço melhor para os passeios, pois é baixa temporada.

Outra vantagem é o clima, muito mais ameno. Se as temperaturas giram em torno dos 20º e 4º no verão, no inverno caem abaixo dos -5º, dificilmente superando os 12º. Em compensação, o clima é tão seco que praticamente não chove e o céu costuma ficar limpo, sem nuvens.

Vai conhecer o deserto de sal? Então conheça conheça os 10 melhores lugares para dormir em Uyuni!

Henrique Lammel

Jornalista e produtor de conteúdo

13 thoughts on “Salar de Uyuni espelhado: porque esta não é a melhor época para ir

  • junho 4, 2020 em 6:50 pm
    Permalink

    Gratidão, que lindo lugar quero muito conhecer. Compartilhei no meu meu. Sucesso e muitas paisagens no caminho.

    Resposta
  • outubro 14, 2019 em 9:53 pm
    Permalink

    e fim de dezembro, corro o mesmo rico de chuvas?

    Resposta
  • agosto 8, 2019 em 11:47 am
    Permalink

    Devo ir ao salar em outubro. Acha que vale a pena ir mesmo seco? As paisagens no caminho compensam?

    Obrigada!

    Resposta
    • agosto 9, 2019 em 5:26 pm
      Permalink

      Compensa muuuuuito! Vai sem medo! O salar é apenas um pequeninho trecho nessa travessia.

      Resposta
    • julho 4, 2019 em 3:52 pm
      Permalink

      É frio, mas vais ter dias lindas, com céu bem azul e noites com muitas estrelas, pode ter certeza…

      Resposta
  • janeiro 19, 2019 em 4:28 pm
    Permalink

    Gosto de seus artigos são bem informativos, vendo que muitas pessoas buscam alguma informações relevantes assim. parabéns.

    Resposta
  • janeiro 17, 2019 em 6:09 pm
    Permalink

    As chuvas tendem a acontecer mais no inicio de janeiro ou no final/inicio de fevereiro também são mais prováveis?

    Resposta
    • janeiro 17, 2019 em 10:05 pm
      Permalink

      Só com bola de cristal pra dizer :/ Mas pelo que acompanho desde 2016, no começo de janeiro é bem frequente.

      Resposta
  • outubro 25, 2018 em 1:38 pm
    Permalink

    Vou agora em Janeiro/2019 para o Deserto Salar? Quais as possibilidades de não ocorrer o passeio para o Deserto? Você indicaria alguma agência?

    Atte.,
    Lariane

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.