Como é viajar de trem para Machu Picchu e comprar passagem

trem machu picchu cusco

Se o seu roteiro está bem apertado e pretende ir e volta de Cusco de Machu Picchu em um único dia, não há outra maneira: você terá que tomar um trem.  E bem cedo, diga-se de passagem.

Os trilhos são a maneira mais rápida para se chegar até Águas Calientes, a cidade construída aos pés do sítio inca. Dali, serão mais uma hora e meia de caminhada por uma trilha ou 15 minutos de ônibus.

Se pareceu confuso, não se preocupe. Vamos explicar tudo, parte por parte, neste artigo!




Diferenças entre a Inca e Peru Rail

Há décadas atrás, só havia duas formas de chegar em Machu Picchu: pelas trilhas abertas pelos incas, que levam dias de caminhada e necessitam o pernoite em barracas, ou pelos antigo e nada confortáveis trens que levaram, décadas atrás, os trabalhadores que construíram a hidrelétrica.

Com o aumento de interesse no sítio arqueológico e os investimentos do governo peruano em turismo crescendo, as duas empresas que administram o trecho – a Peru Rail e a Inca Rail – melhoraram e mutio seus serviços.

Hoje, a maioria dos trens é panorâmicos e são oferecidos cabines com serviços diferenciados, desde o econômico até de luxo.

como é ir de trem para machu picchu

Quanto custa a passagem de trem

O que vai fazer diferença é o vagão que você escolher. As passagens nos mais simples custam a partir de US$ 55 o trecho. Não lhe dará acesso a muito mais do que alguns salgadinhos e as poltronas confortáveis do trem. Já a primeira classe custa cerca de US$ 200 e você vai dispor de refeições e bebidas quentes e geladas, cadeiras reclináveis e diversos outros benefícios.

O mais legal que as duas empresas também adotaram um sistema similar de trem panorâmico, com vagões com grandes janelas que vão dos vagões ao teto!

Se quer saber mais sobre os gastos de uma viagem para o sítio inca, você pode se interessar no nosso artigo sobre quanto custa viajar para Machu Picchu.

Comprando passagens mais baratas

As passagens de trem funcionam de forma muito parecida com as de companhias aéreas. Certamente, custarão mais em feriados e finais de semanas.

Também pode ser uma boa comprar a passagem antecipada, pelo menos um mês antes da viagem programada. Nos sites das empresas, é possível encontrar frequentemente alguma promoção.

Como comprar a passagem de trem antecipada



Ambas as empresas permitem que você compre os tickets de onde quiser, basta ter um cartão de crédito liberado para uso internacional. Basta acessar o site da Peru Rail e da Inca Rail.

Atualmente, cada empresa faz ao menos uma dezena de viagens por dia entre Ollantaytambo e Machu Picchu, e são poucos os horários que se esgotam (o primeiro e o último estão entre eles). Em Cusco, muita gente aconselha comprar a passagem pelo menos um dia antes da data da viagem.

Como é o trajeto

Enquanto que a van sobe, desce e dá voltas pelas montanhas, os trens trafegam em meio ao Vale Sagrado dos Incas, no curso contrário do rio Urubamba. A Inca Rail possui estações em Poroy e Ollantaytambo. Além dessas localidades, a Peru Rail permite o embarque na cidade de Urubamba e explora uma linha desde Puno, às margens do lago Titicaca.

Poroy é a localidade mais próxima de Cusco (40 minutos de carro), mesmo assim não é a mais utilizada, por dois motivos. O primeiro, é que a estrada é que leva até a estação se torna muito perigosa na época de chuvas (tanto a rodovia quanto a via férrea) entre dezembro e março, e a estação costuma fechar.

Depois, Ollantaytambo é uma das últimas cidades visitadas por um tour chamado Vale Sagrados dos Incas, e muita gente acaba fazendo o tour pelas demais cidades próximas a Cusco e ficando pela estação para tomar o trem.

quanto custa viagem de trem cusco machu picchu

Para ir até Poroy, as melhores formas são tomar um taxi ou usar os serviços de transfers da empresa, que podem ser adquiridos junto com a passagem de trem. Para Ollantaytambo, além do taxi, que bem negociado e em mais duas pessoas não lhe sairá caro, há uma van turística que sai da calle Pavitos e custo PER 15.

Antes de Ollantaytambo, faz uma parada em Urubamba. O trajeto de Cusco a Ollantaytambo leva de duas a três horas de viagem.

O modo mais rápido de chegar em Machu Picchu

Só para comparação: se você ir de Cusco a Machu Picchu de van pela hidrelétrica, são de seis a sete horas de viagem até a estação da hidrelétrica, de onde ainda é preciso caminhar mais duas horas até chegar em Águas Calientes. De trem, o trajeto é vencido de duas a três horas, dependendo da estação em que você embarcar.

Nossa experiência

Já fomos e voltamos de Machu Picchu pela Inca Rail. Compramos a passagem mais econômica com dois dias de antecedência. O vagão era climatizado, com poltronas confortáveis. O embarque e desembarque foram ágeis e o trem saiu no horário, pontual.

Na época, compramos a passagem diretamente do site da Inca Rail, com cinco dias de antecedência. Não tivemos qualquer problema para efetuar a aquisição.

Horários das viagens

Cada empresa oferece cerca de horários diários entre Cusco/Ollantaytambo e Águas Calientes. Pela Inca Rail, o primeiro trem sai de Cusco às 6h40min e o último às 21h30. De Águas Calientes, as viagens ocorrem entre às 8h30 e às 21h30. A Peru Rail, por sua vez, oferece partidas entre os trechos desde às 5h05 até às 21h. Cabe lembrar que nem sempre vagões com determinados serviços estarão disponíveis para tal horário.

Está gostando das dicas?

Então lhe convidamos para conhecer o Guia do Mochileiro Aventureiro – Machu Picchu e Cusco. Ele reúne todas as informações que você precisa para fazer uma viagem única, do seu jeito, por Machu Picchu, Cusco e o Vale Sagrado do Incas com duração de 3 dias a 2 semanas! Clique aqui e saiba mais.

Informações sobre a bagagem

Em geral, ambas as empresas restringem a bagagem. A Peru Rail aceita uma equipagem com até 5kg e medidas de altura, profundidade e largura não ultrapassando 138 centtímetros. Já a Inca Rail aceita mochilas e malas com até 8kg e 157 centímetros máximos e cada uma das extremidades.

A Inca Rail ainda se prontifica a guardar, sem custo algum, qualquer equipagem a mais que o passageiro levar para o embarque, que deve ser retirada na volta, na estação de trem.

O costume entre os viajantes é deixar a maior parte da bagagem na hospedagem, em Cusco, cujo serviço também é oferecido sem custos. Assim, você leva somente o necessário para passar um ou dois dias em Águas Calientes.

Se você quer mais dicas como essa, não deixe de conhecer o Guia do Viajante Aventureiro – Cusco e Machu Picchu 2019, que o A Pé no Mundo acaba de lançar!

Henrique Lammel

Jornalista e produtor de conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Está gostando das dicas?Então saca só essa!

O A Pé no Mundo acaba de lançar o Guia do Mochileiro Aventureiro - Machu Picchu e Cusco 2019. São mais de 100 páginas com mapas, preços, infográficos e todas as informações que você precisa para fazer uma viagem para o Vale Sagrado dos Incas do seu jeito, com total autonomia!

Quero ler o guia agora mesmo!